Poder publico e as empresas em Guarujá.

Publicado em: 16 de Janeiro, 2018 Autor:

 

Poder público e as empresas em Guarujá, focando o seguimento de hospedagem e economia da cidade.

O seguimento de hospedagem encontra em Guarujá um grande paradigma com relação ao poder público.

Guarujá durante muitos anos foi uma cidade com existência da isenção do IPTU com a fórmula de progressividade (quanto maior a ocupação menos o desconto) para os meios de hospedagem e com isenção total do ISS

A cidade de Guarujá  tem um grande período de sazonalidade do  mês 5 a 9, principalmente para os meios de hospedagem que não tem área de eventos.

A cidade que ainda carece de um centro de convenções municipal  e aeroporto .

O IPTU progressivo era justo para os meios de hospedagem e fundamental para sua sobrevivência.

Os meios de hospedagem tem despesas o ano todo com funcionários registrados  e todas as outras despesas fixas.

Os meios de hospedagem também tinham isenção do ISS total, agora em 2018 foi extinto pela administração publica atual de Guarujá.

No ponto de vista empresarial as novas medidas são recessivas há longo prazo.

A cidade arrecadara menos por conta de falências, uma vez que o turismo ano a ano vem sendo mais fraco na cidade.

É fundamental para as cidades progredirem,  uma união justa entre o poder publico e empresarial.

 

Hotel Palmar Guarujá S.P Brasil.

Comentários